De Portugal para o Mundo

Queremos que este seja um Janeiro de bons augúrios. Sabemos o que anda por aí, mas também sabemos que aquilo que fazemos é importante para que as empresas portuguesas ultrapassem as dificuldades. Afinal, connosco, os nossos clientes comunicam com o mundo inteiro, convertendo um pequeno mercado de dez milhões num mercado potencial de 7000 milhões. É um ano difícil, mas, na Eurologos, quando entramos no sétimo ano de presença em Portugal, estamos confiantes no futuro. Porque o futuro das empresas portuguesas é só um: fazer bem e levar o que fazemos ao mundo inteiro. Estamos aqui para isso. Anúncios Continuar a ler De Portugal para o Mundo

Francoforte, Tolosa, Aquisgrano, Angorá, Baçorá

Tal como Oporto está a começar a cair em desuso no inglês, também nós temos exónimos que já não usamos. Por exemplo Francoforte, Tolosa, Aquisgrano, Angorá. Se o primeiro ainda é reconhecido como o nome português de Frankfurt, já poucos saberão que Tolosa é Toulouse, em França, Aquisgrano é Aachen, na Alemanha e, por fim, Angorá é Ancara, capital da Turquia. A visão que uma língua — neste caso o português — tem sobre o mundo vai mudando. Por vezes, as cidades estrangeiras merecem um nome português; mais tarde, por motivos nem sempre claros, o nome original serve perfeitamente. Ninguém … Continuar a ler Francoforte, Tolosa, Aquisgrano, Angorá, Baçorá

Oporto

Porque se diz “Oporto” em inglês? Pela mesma razão que dizemos “Algarve” e não “Garve”, Alcácer e não “Cácer”, e por aí fora. Por vezes, ao criar exónimos (nomes de terras em línguas estrangeiras), as línguas assumem o artigo da língua original como parte do nome dessa terra. Foi o que aconteceu com o espanhol e o inglês, no caso do Porto. Como, normalmente, os exónimos só existem em caso de cidades com alguma importância, na perspectiva da língua em que ocorrem, só temos de nos orgulhar com “Oporto” — e não reclamar, como por vezes acontece, como se os … Continuar a ler Oporto

Bem-vindos a პორტუგალია!

O nome de Portugal pode ter um aspecto muito estrangeiro. Talvez o grego Πορτογαλία e o russo Португалия não sejam assim tão estranhos, principalmente se soubermos que, nos alfabetos grego e cirílico, “Π” é “P” e “P” é “R”. Já se dermos um salto ao Cáucaso, temos o surpreendente e redondíssimo georgiano, em que o nome do nosso país é  პორტუგალია. Um pouco abaixo, o arménio parece utilizar apenas “u”, “n” e “m” em várias direcções e feitios: Պորտուգալիա . O árabe البرتغال é um deslizar de arabescos (neste ponto, um adolescente diria “dââh!”). No oriente, o tailandês ประเทศโปรตุเกส lembra um … Continuar a ler Bem-vindos a პორტუგალია!

Palavra, palabra, paraula, hitza, mot, parola, beseda, riječ, szó, cuvânt, слово, слова, žodis, vārds, sõna, sana, слово.

Façamos uma viagem de Lisboa até Moscovo, usando não um avião, mas a palavra “palavra”, por um dos muitos percursos possíveis. Começamos no português palavra, para termos, logo a seguir, o castelhano, com a pequena troca dum “v” por um “b”: palabra. Passamos ao catalão paraula, já a soar a além-Pirenéus, depois fazemos um desvio exótico pelo basco hitza, que interrompe as suaves transições latinas e não lembra a ninguém. Ainda nem saímos da península. Depois dum peculiar mot francês (sabendo nós que há uma “parole” com outros significados – os terríveis falsos amigos), continuamos pelo italiano  parola, que lembra … Continuar a ler Palavra, palabra, paraula, hitza, mot, parola, beseda, riječ, szó, cuvânt, слово, слова, žodis, vārds, sõna, sana, слово.